Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Fale conosco via Whatsapp: +

Confira as ações aqui da Superintendência de Igualdade Racial da Prefeitura de Goiânia.

Realizamos junto ao Instituto Mauro Borges (IMB) em parceria com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMDHPA) uma pesquisa que apresenta um extrato sobre a situação educacional e profissional da população negra goianiense inscrita no CADÚnico.

A pesquisa foi encomendada a fim de nortear o desenvolvimento de ações de governo e políticas públicas que alterem o quadro atual. O Cadastro Único é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, permitindo conhecer melhor a realidade socioeconômica dessa população.

Goiânia abriga hoje 1,3 milhão de pessoas, conforme o Censo 2010 do Instituto de Geografia e Estatística (IBGE). Desse número, 655 mil pessoas se classificam como “pretas” ou “pardas” – contingente que equivale à população negra e corresponde a cerca de 50% do total. Destes, estão registrados no CADÚnico 37% da população negra goianiense. Um universo de 174.682 mil pessoas, às quais esta pesquisa trata.

No CadÚnico a população negra representa 71,8% dos inscritos em Goiânia. Na base de domicílios a população preta representa 81,5% dos inscritos no Cadastro Único e algumas questões levantadas merecem atenção:

?Quando se observa a distribuição dos domicílios inscritos no cadastro único de acordo com a faixa de renda per capita domiciliar a representatividade da população negra aumenta nas faixas de renda inferiores: 87,9% domicílios em situação de extrema pobreza (até R$ 89,00); 88,2% domicílios em situação de pobreza (entre R$ 89,01 até R$ 178,00); 84,9% domicílios de baixa renda (entre R$ 178,01 até 1/2 S.M); 70,1% domicílios com renda per capita domiciliar acima de 1/2 S.M.

?54% da população negra goianiense cadastrada no CadÚnico não possui nem o ensino fundamental somando o grupo sem instrução (19%) e o grupo com fundamental incompleto (35%);

?64,7% da população negra goianiense trabalha por conta própria e apenas 23,7% com carteira assinada.

?A pesquisa também identificou famílias de 20 etnias indígenas que vivem em Goiânia.

Encaminho o PDF para conhecimento e difusão!

CARTILHA SITUACAO EDUCACIONAL POP NEGRA PREF GOIANIA A4

Deixe seu comentário:

Menu

PARCEIROS